Para além do oceano: a Orquestra Sinfónica de Sopro da BYU partilha música e boa vontade na Europa

Lisboa — Os membros da Orquestra Sinfónica de Sopro da Universidade de Brigham Young (BYU), um grupo de jovens músicos de instrumentos de sopro, metal e percussão, oriundos dos Estados Unidos, fizeram uma digressão de três semanas pela Europaonde atuaram na Alemanha, Holanda, França e Bélgica, de 24 de Abril a 14 de Maio. Por onde passaram, entusiasmaram as plateias ao tocarem obras de grandes compositores de cariz internacional.
A Universidade de Brigham Young (BYU) é umas das maiores universidades privadas dos Estados Unidos, com mais de 30 mil estudantes oriundos dos Estados Unidos e de outros 110 países. A universidade é detida e gerida pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.


























 A Orquestra Sinfónica de Sopro começou a sua digressão europeia na Alemanha, em Hamburgo, Eisenhuttenstadt, Freiberg e Dortmund, tendo depois atuado na Holanda, na cidade de ‘s-Hertogenbosch, onde participou das comemorações do Dia Nacional de Libertação da Holanda, seguidas pelas atuações em Zwolle e Rotterdam.

Comentários