.

sábado, 22 de fevereiro de 2014

SUD NEWS EM PAUTA >>>> '' O PODER DO MAL''


COLUNISTA LUCAS GUERREIRO 




Satanás e o corpo físico
Satanás e seus seguidores não possuem um corpo físico, porque não foram achados dignos de adentrar o Segundo Estado. Sem um corpo eles são limitados.
Joseph Smith explicou a bênção de se ter um corpo físico e também a relação de Satanás com os corpos de carne, ossos e sangue:
"O desígnio de Deus antes da fundação do mundo era que deveríamos receber um tabernáculo [corpo], que por meio da fidelidade deveríamos vencer, e assim obter a ressurreição dos mortos, recebendo, desse modo, glória, honra, poder e domínio.
"Viemos a este mundo com o objetivo de obter um corpo e poder apresentá-lo puro diante de Deus no reino celestial. O grande plano de felicidade consiste em ter um corpo. O diabo não tem corpo, e esse é seu castigo. Ele fica contente quando pode obter o tabernáculo de um homem e, quando foi expulso pelo Salvador, pediu para entrar numa manada de porcos, mostrando que preferia o corpo de um suíno a não ter corpo algum. Todos os seres com corpos possuem domínio sobre os que não os têm.” (Ensinamentos dos Presidentes da Igreja: Joseph Smith, pg. 220).
Satanás e seus seguidores, dês do inicio do mundo ficam "contentes" quando temporariamente podem usurpar os corpos daqueles que aceitaram o Salvador na pré-mortalidade. Isso somente acontece quando deixamo-nos subjulgar, pois como o Profeta ensinou “Os espíritos maus têm limites e leis que os governem”. (History of the Church, 4:576).
Há muitos relatos nas escrituras e na história da Igreja de pessoas que foram endemoniadas (Mateus 8:16, 9:32-33, 17:18; Marcos 1:35, 7:29-30; Lucas 4:32-35, etc). As escrituras relevam que Satanás exerce poder sobre nosso corpo quando  temos o espírito de discórdia e contenda, quando pecamos, quando nos rebelamos contra Deus ou, em outras palavras, quando nos inclinamos a obedecer ao diabo (Mosias 2:32-33, 37).
É considerado o "primeiro milagre" da Igreja restaurada a expulsão de um demônio por Joseph Smith:
                "No final de abril, Joseph Smith visitou Joseph Knight Sênior, em Colesville. Joseph relatou: “O Sr. Knight e sua família mostraram interesse em discutir assuntos religiosos comigo e foram sempre cordiais e hospitaleiros. Realizamos várias reuniões na vizinhança com vários amigos e alguns inimigos, e muitos começaram a orar fervorosamente ao Todo-Poderoso, pedindo sabedoria para compreenderem a verdade”.
Uma das pessoas que sempre esteve presente às reuniões foi Newel Knight, grande amigo do Profeta. Newel Knight tinha receio de orar, mas acabou aceitando o persuasivo desafio do Profeta de orar na reunião seguinte. Quando chegou o momento, Newel pediu para ser dispensado, prometendo que iria orar mais tarde em particular. Na manhã seguinte, foi a um bosque e tentou orar, mas não conseguiu, porque sentia-se culpado por não ter aceitado orar em público. O Profeta disse que Newel começou a sentir-se mal “e continuou a sentir-se cada vez pior, tanto mental quanto fisicamente, até que ao chegar a sua casa, sua expressão deixou a esposa muito preocupada. Ele pediu que ela fosse chamar-me. Fui até lá e vi que ele estava sofrendo muito, e seu corpo executava movimentos muito estranhos; o rosto e os membros contorciam-se de todas as maneiras possíveis; por fim, seu corpo foi erguido do chão da sala e arremessado de um lado para o outro, de modo extremamente assustador”.
Os vizinhos e parentes reuniram-se para ver o que estava acontecendo. Joseph conseguiu a muito custo agarrar a mão do amigo. Newel disse que sabia estar possuído pelo diabo e que Joseph tinha poder para expulsá-lo.
Por meio de sua fé e a de Newel, Joseph ordenou, em nome de Jesus Cristo, que o diabo fosse embora. “Newel imediatamente declarou ter visto o diabo sair dele e desaparecer. Esse foi o primeiro milagre realizado na Igreja e não foi realizado pelo homem nem pelo poder do homem, mas por Deus e pelo poder da divindade”. A expressão do rosto de Newel Knight voltou ao normal e seu corpo relaxou.
“O Espírito do Senhor desceu sobre ele, revelando-lhe visões da eternidade.” Por estar bastante debilitado, ele foi colocado no leito, mas disse sentir-se “atraído para o alto, permanecendo por algum tempo em estado de contemplação, não tomando consciência do que se passava no quarto”. Nesse estado, seu corpo foi elevado até Newel tocar o teto.
Muitas das pessoas que testemunharam esses acontecimentos ficaram convencidas do poder de Deus e posteriormente filiaram-se à Igreja. Joseph voltou em seguida a Fayette. Algumas semanas mais tarde, Newel Knight viajou até Fayette e foi batizado por David Whitmer.
Uma vez Satanás e seus seguidores se apossando de alguém apenas os portadores do sacerdócio de Melquisedeque poderão de expulsar esses demônios. Vemos que muitos religiosos que não possuem o sacerdócio real dizem expulsar demonios. Entretanto, isso não é verdade. Satanás é o mestre do engano e produz um verdadeiro "show" para iludir os filhos de Deus. As escrituras deixam claro que somente aqueles que possuem o poder de Deus, que é o Sacerdócio de Melquisedeque podem ordenar ao diabo e a seus seguidores que saiam.


"E Deus pelas mãos de Paulo fazia maravilhas extraordinárias. De sorte que até os lenços e aventais se levavam do seu corpo aos enfermos, e as enfermidades fugiam deles, e os espíritos malignos saíam. E alguns dos exorcistas judeus ambulantes tentavam invocar o nome do Senhor Jesus sobre os que tinham espíritos malignos, dizendo: Esconjuro-vos por Jesus a quem Paulo prega. E os que faziam isto eram sete filhos de Ceva, judeu, principal dos sacerdotes. Respondendo, porém, o espírito maligno, disse: Conheço a Jesus, e bem sei quem é Paulo; mas vós quem sois? E, saltando neles o homem que tinha o espírito maligno, e assenhoreando-se de todos, pôde mais do que eles; de tal maneira que, nus e feridos, fugiram daquela casa. E foi isto notório a todos os que habitavam em Éfeso, tanto judeus como gregos; e caiu temor sobre todos eles, e o nome do Senhor Jesus era engrandecido." (Atos 19:11-17)
Presidente Joseph Fielding Smith ensinou que muitas manifestações provêm de Satanás: "Desde a queda do homem até agora, Satanás e seus seguidores que foram expulsos dos céus, têm enganado os homens. Hoje em dia, como no princípio, Lúcifer está dizendo: 'Eu também sou um filho de Deus (...) acreditem ou não', e a humanidade atual não crê, pela mesma razão que se recusou a acreditar no princípio. 'Alguns mandamentos são dos homens', informou o Salvador a Joseph Smith (D&C. 46:7) (...) Há mandamentos que são de diabos, os quais se manifestam amplamente através das atividades dos homens (...) Estes falsos espíritos se apresentam de várias maneiras em todas as comunidades. Algumas das formas mais surpreendentes e comuns de falsas manifestações encontram-se nos falsos dons de línguas, e nas reuniões religiosas, principalmente entre algumas seitas, em que os adoradores caem em transe, gritam, cantam e oram de maneira desordenada, às vezes pondo espuma pela boca e contorcendo-se de maneira anormal" (Church History and Modem Revelation, vol. I, p. 200)
Os portadores do sacerdócio não buscam essas experiências. Mas devem estar preparados para elas. Em Doutrina e Convênios lemos:
"Portanto acontecerá que, se virdes manifestado um espírito que não podeis compreender e não conhecerdes esse espírito, perguntareis ao Pai em nome de Jesus; e se ele não vos der a conhecer, então sabereis que não é de Deus. E ser-vos-á dado poder sobre esse espírito; e proclamareis contra esse espírito, em alta voz, que ele não é de Deus — Não com acusações injuriosas, para que não sejais vencidos, nem com jactância ou regozijo, para que não sejais por ele apanhados. Aquele que recebe de Deus, reconheça que é de Deus; e que se regozije por Deus considerá-lo digno de receber. E dando ouvidos e fazendo essas coisas que recebestes e que mais adiante recebereis — e o reino vos é dado pelo Pai, assim como o poder para vencer todas as coisas que não são por ele ordenadas" (D&C 50:31-35).
Outras passagem acrescentam mais informações. Todavia, essa ordenança deve ser aprendida especialmente por revelação. Além disso, o Senhor nunca deixará seus filhos desamparados. O Presidente James E. Faust certa vez testificou que há “um grande escudo contra o poder de Satanás e seus anjos”(“Servir ao Senhor e Resistir ao Diabo”, A Liahona, novembro de 1995, p. 10). Esses escudo é a fé em Deus, a retidão e o sacerdócio.

Um dos mais notáveis confrontos se deu entre Moisés e Satanás. Eis o incrível relato:
"(...) Eis que Satanás veio tentá-lo, dizendo: Moisés, filho de homem, adora-me. E aconteceu que Moisés olhou para Satanás e disse: Quem és tu? Pois eis que sou um filho de Deus, à semelhança de seu Unigênito; e onde está tua glória, para que te adore? Pois eis que eu não poderia olhar para Deus, a não ser que sua glória estivesse sobre mim e eu fosse transfigurado perante ele. Mas posso olhar para ti como homem natural. Não é certamente assim? Bendito seja o nome de meu Deus, pois seu espírito não se apartou completamente de mim; por outro lado, onde está tua glória, porque para mim é treva? E posso discernir entre ti e Deus; pois Deus disse-me: Adora a Deus, porque só a ele servirás. Vai-te, Satanás, não me enganes; pois Deus me disse: Tu és à semelhança de meu Unigênito. E ele também me deu mandamentos quando me chamou, da sarça ardente, dizendo: Invoca a Deus em nome de meu Unigênito e adora-me.
  E também Moisés disse: Não cessarei de invocar a Deus, porque tenho outras coisas a perguntar-lhe, pois sua glória tem estado sobre mim; portanto posso discernir entre ele e ti. Retira-te daqui, Satanás.
E então, quando Moisés pronunciou essas palavras, Satanás clamou com alta voz e bramou sobre a terra e ordenou, dizendo: Eu sou o Unigênito; adora-me. E aconteceu que Moisés começou a temer muito; e ao começar a temer, viu a amargura do inferno. Não obstante, clamando a Deus recebeu forças e ordenou, dizendo: Retira-te de mim, Satanás, porque somente a este único Deus adorarei, o qual é o Deus de glória.
E então Satanás começou a tremer e a terra estremeceu; e Moisés recebeu forças e invocou a Deus, dizendo: Em nome do Unigênito, retira-te daqui, Satanás.
E aconteceu que Satanás clamou com alta voz, com choro e pranto e ranger de dentes; e dali se retirou, sim, da presença de Moisés, de modo que ele não mais o viu. E Moisés prestou testemunho disso; mas por causa de iniquidade, isso não se encontra entre os filhos dos homens." (Moisés 1:12-23)
Com esses versículos aprendemos que Satanás procura destruir-nos, mesmo depois de termos tido revelações e experiências espirituais. Nem os profetas são poupados de seu esforço (nem mesmo o Salvador o foi!). Aprendemos que Satanás pode aparecer diante de nós, mas que não tem glória - e não precisamos ser transfigurados ao contempla-lo. Aprendemos que quando oramos recebemos forças para vencer Satanás. Aprendemos que apenas quando Moisés usou seu sacerdócio, em nome de Cristo é que Satanás foi obrigado a se retirar. Aprendemos sobre o desejo do inimigo e sobre seu poder sobre os elementos desta terra decaída.

Mundo Espiritual e Milênio
Os profetas dos últimos dias esclareceram que quando os justos morrem seus espíritos vão ao paraíso - e lá Satanás não exerce poder.
O Presidente Brigham Young ensinou: "Se formos fiéis a nossa religião, quando formos para o mundo espiritual, os espíritos decaídos—Lúcifer, a terça parte das hostes do céu que com ele foi expulsa e os espíritos dos homens iníquos que habitaram na Terra—todos juntos não terão qualquer influência sobre nosso espírito. Não é essa uma vantagem? Sim. Todos os demais filhos dos homens estarão, em maior ou menor grau, sujeitos a eles, da mesma forma que estiveram quando estavam na carne. (DBY, p. 379)
Neste mundo [os fiéis] serão confundidos e perseguidos por Satanás; mas quando formos para o mundo espiritual seremos superiores a seu poder, e ele não mais conseguirá afligir-nos, e isso é tudo que me importa saber. (DNW, 1º de outubro de 1856, p. 3.)"
Quando o Milênio se iniciar (GEE "Milênio"), Satanás será “amarrado, para que não tenha lugar no coração dos filhos dos homens”. (D&C 45:55; ver também Apocalipse 20:1–3). O Presidente Joseph Fielding Smith ensinou que ele será literalmente preso, de modo que será impedido pro mil anos de tentar os homens. Depois dos mil anos ele será solto e haverá a última batalha. O Presidente George Q. Cannon, quando servia como conselheiro na Primeira Presidência, ensinou: “Dizemos que Satanás será atado. Satanás será amarrado pelo poder de Deus; mas ele será impedido de agir também devido à determinação do povo de Deus de não ouvir a ele, de não ser governado por ele”. (Gospel Truth: Discourses and Writings of President George Q. Cannon, sel. por Jerreld L. Newquist, 2 vols. [1957-–1974], 1:86)
Volto a citar o Presidente Joseph Fielding Smith: "Existem muitos ensinando que o adversário será amarrado simplesmente em virtude das ligaduras que os habitantes da terra lhe imporão, recusando-se a ceder às suas insinuações. Essa é uma ideia errônea. Naquele período de tempo, ele não terá o privilégio de tentar qualquer um de nós. (D&C 101:28.)" (Church History and Modem Revelation, voI. I, p. 192.)
"À primeira vista, estas duas declarações parecem contraditórias, mas é um engano. É verdade que, em virtude da retidão dos santos, Satanás não terá poder algum sobre eles. As restrições que serão impostas ao adversário, resultarão de duas medidas importantes tomadas pelo Senhor: (1) ele destruirá a iniquidade telestial da terra por ocasião da segunda vinda e (2) recompensando os santos por atenderem a seus conselhos, o Senhor derramará de tal maneira o seu Espírito sobre os justos que permanecerem, que o poder de Satanás será anulado. Desse modo, Satanás não terá o poder de tentar, nem de influenciar negativamente o povo do Senhor. Para amarrar Satanás, é necessária a retidão dos santos e a ação do poder do Senhor: se eles não atenderem à palavra de Deus, o Senhor não lhes conferirá seu Espírito, e sem a influência do Senhor, os santos, por si mesmos, não poderão resistir à força do adversário." (Manual do Instituto do Aluno de Doutrina e Convênios, pg. 89)

Podemos discernir o que é de Deus é o que é do diabo. Podemos ter forças para resistir ao diabo. As escrituras revelam como fazemos isso. Que possamos estar preparados para vencê-lo dia após dia, até que o Senhor diga que nosso trabalho esta concluído.



Fonte:http://www.lucasmormon.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário