.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Refugiado da Nigéria, Serve Como Missionário da Igreja.



O jovem nigeriano, diariamente presencia, centenas de refugiados que saíram de suas terras nativas - principalmente da África ou do Oriente Médio - e que fogem das perseguições religiosas, da devastação econômica, das instabilidades políticas, Limpeza étnica ou condições de vida impossíveis de viver.

Em seus 20 anos ele ''ostenta'' uma camisa branca, calças, mas com um grande propósito. Os refugiados que ele vê - de todas as idades - podem não ter muito mais do que as roupas; eles estão procurando trabalho, comida, estabilidade ou o que o amanhã pode trazer eles estão em busca de sonhos.

O que o jovem não vê é o seu lugar entre eles.

Porque há menos de cinco anos, Bolaji Oyebanji, um recém-convertido de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias - sobreviveu a um tiroteio e derramamento banho de sangue na sua casa na Nigéria por extremistas muçulmanos; sobreviveu porque se escondeu no telhado de sua casa.

Há menos de dois anos, Adepoju - um dos 200 refugiados empacotados dentro de um barco abandonado na Líbia e levado para a Europa - foi resgatado do mar pela guarda costeira italiana, escapando do destino de seus dois irmãos.

Uma vez refugiado, ele agora é um missionário Mórmon que serve em um país que se tornou um ponto de chegada para os refugiados.

"Eu não penso mais em mim", disse o Élder Adepoju em uma entrevista recente com o Deseret News. "Eu sinto muito por eles. Sinto pelas pessoas que deixaram tudo o que tinham e vieram a este lugar com nada além de sua vida apenas. "

Sua própria vida era tudo o que ele tinha no dia de seu resgate - em 15 de agosto de 2015.


Esta é a sua história - como relatado ao Deseret News, combinado com a sua narração de um vídeo de sete minutos, conforme publicado na versão italiana da LDS Church's Mormon Newsroom.


Nenhum comentário:

Postar um comentário