Revelação do Élder Ulisses Soares Sobre o Sacerdócio No Brasil

Quarenta anos se passaram desde a revelação de 1978 que proporcionou a plenitude do evangelho para afrodescendentes. Mas para o Élder Soares a lembrança de décadas desse dia é tão fresca como se tivesse acontecido ontem.

“Que grandiosa bênção”, exclamou o membro do Quórum dos Doze Apóstolos. Sua alegria ao ouvir a revelação foi dupla.
Em primeiro lugar, como um nativo do Brasil, ele sabia que sua terra natal nunca mais seria a mesma. O país sul-americano tem um grande número de afrodescendentes. Eles eram amigos, vizinhos, colegas de escola e compatriotas do Élder Soares, tanto mulheres como homens.
“E após a revelação, o evangelho se espalhou em todos os lugares do Brasil”, disse ele. “Vimos muitas cidades sendo abertas para o ensino do evangelho e cada vez mais pessoas aceitando.”
O Élder Soares também era missionário de tempo integral na Missão Brasil Rio de Janeiro. “Estava na missão havia sete meses e estava servindo em uma área do país onde muitas pessoas tiveram a oportunidade de ser abençoado pelo evangelho por causa dessa revelação”, ele disse.
Sua rotina no trabalho missionário foi afetada de modo drástico. A incumbência do Senhor repetida em Doutrina e Convênios 33, para “abrir a boca” ganhou um novo nível de urgência.

Élder Ulisses Soares do Quórum dos Doze Apóstolos. Foto: Intellectual Reserve, Inc.
Como missionário, minha capacidade de compartilhar o evangelho foi reforçada porque eu poderia falar com todo mundo”, ele disse. “Eu poderia ir entre todas as pessoas sem considerar as circunstâncias da vida. O evangelho era para todos — e depois da revelação eu era plenamente capaz de compartilhá-lo com todos.”
Influência do Senhor no Brasil foi fácil ver logo após a revelação sobre o sacerdócio, acrescentou o Élder Soares.
Os pesquisadores afrodescendentes “estavam abertos para desfrutar as bênçãos do evangelho”, disse ele. “Quando falávamos com eles e compartilhávamos as boas novas do evangelho, abraçavam a nossa mensagem.”
O Élder Soares aponta para a cidade de Salvador, no estado da Bahia — uma região com grande concentração de afrodescendentes — como a evidência do impacto da revelação de 1978 no Brasil.
Um mês após a revelação, quatro missionários chegaram a Salvador e começaram a ensinar. “Então a obra começou a progredir”, ele disse.
Hoje existem duas missões em Salvador.
Outra história de sucesso aconteceu na cidade de Manaus, Amazonas. Na época da revelação, havia apenas alguns santos vivendo em Manaus. A maioria eram militares da parte sul do país.
Não havia missionários, mas as pessoas tinham sido preparadas por um pequeno contingente de membros para ouvir a mensagem.
“Um ano após a revelação, em 1979, meu presidente de missão enviou os quatro primeiros missionários para Manaus”, ele disse. “Quando eles chegaram lá, tinham uma audiência para ensinar o evangelho. Eles começaram a batizar de imediato. Unidades foram formadas. E hoje temos um templo em Manaus, no meio da floresta amazônica.”

Comentários